Orange | Leia a nossa análise do anime

3 anos atrás
2775

Faaaaala garelinha da @AlternativaNerd, turubom? Passei por uma boa reflexão vendo Orange, um anime bem triste pra falar a real, mas com baitas reflexões e lições de vida que tiramos com ele. Então, para nossa playlist dessa história triste, selecionamos algumas músicas do Maneva… Lembrando que foi anunciado pela Crunchyroll uma dublagem para Orange!!!!

A história começa com a protagonista da história, Naho, recebendo uma carta profética na véspera do início das aulas no segundo colegial, a carta foi enviada por ela mesma de 10 anos do futuro dizendo tudo o que ia acontecer no decorrer do ano e que eram ações que ela não tomou e que se arrependeu profundamente a ponto de conseguir enviar essa carta para ela mesma do passado para amenizar seu arrependimento… Na carta dizia que ia entrar um aluno novo, chamado Kakeru, que sentaria do lado dela no primeiro dia de aula e que, em hipótese alguma era para ela ou o grupo dela convidá-lo para almoçar com eles, pois ela se arrependeu profundamente disso… No dia seguinte começa a aula e o tal Kakeru aparece, incrivelmente, tudo que estava escrito na carta acontece de verdade !!!!! Mas, vamos ao mais legal do review, a psicologia dos personagens!!!!!

 

Naho é a garota mais insegura, tímida e retraída da escola, não dizendo isso como um comentário negativo, mas era um excesso de verdade, em tese, ela de 10 anos do futuro guarda mágoas e arrependimentos profundos de não ter vivido o que queria ter vivido na escola por ter se prendido aos seus medos internos, até aí tudo bem, todo mundo tem isso em maior ou menor escala, sem exceção, mas ela é um tipo de garota que tem que ter muuuuuita paciência, para cuidar, para educar, para tranquilizar, para socializar, para fazer se sentir ela mesma. Se apaixona à primeira vista pelo Kakeru. Seus amigos, Sawu, Azusa, Takako, Hagita são o grupinho inseparável que faz o oposto pedido da carta e convida Kakeru para almoçar, tornado amigo do grupo no primeiro instante.

Ao ver que o que está escrito na carta realmente acontecia, mesmo sabendo que eram coisas que se não fizesse iria se arrepender profundamente pelo resto de sua vida, demora pra engrenar e começar a agir, a viver a vida… Mas por quê essas cartas dizem sobre arrependimentos profundos especificamente sobre Kakeru?

 

 

A resposta é simples! Todos temos monstros internos, todos temos anseios, medos, inseguranças, traumas, histórias pendentes, mas temos a falta de noção e só olhamos para nós mesmos, apontar o dedo dizendo que é fulano que não tem atitude e esperar ele perceber por telepatia mental não é viver a vida, taokei? E Naho e Kakeru são, de motivos diferentes, socialmente, emocionalmente e amorosamente traumatizados e medrosos da mesma maneira !!!! 

A insegurança não gira em torno apenas de Naho, Kakeru têm um intelecto difícil de socializar, tem uma falta de sensibilidade para com as pessoas em volta, possui uma indelicadeza e simplesmente não enxerga o que Naho passa ou o que ela tenta expressa para ele, tem um motivo que só quem passou por isso entende o que é viver cego dos sentidos, o que é viver querendo esquecer do mundo, fugir da escola, fugir do mundo, depressão profunda e afins… Enfim, os amigos ficam tentando uni-los, reagindo e tendo a delicadeza sobre os dois na trama.

Sim meus caros, são duas pessoas que gritam por ajuda, mas que preferem ficar em silêncio, não sabem expressar seus sentimentos, são retraídos e inseguros de si mesmos. E mesmo assim se torna uma história de amor que é exemplo, um exemplo bem triste, mas aquele exemplo necessário de “viva o hoje, abrace quem está do seu lado hoje, ame hoje, demonstre hoje, porquê as vezes, um abraço que não damos, pode ser motivo de um eterno arrependimento da alma”.

O anime possui 13 episódios e conta essa trama de Naho tentando consertar seu arrependimento aprisionado no inconsciente desde a escola… Para saber o verdadeiro trauma de Kakeru, a Naho lidando com suas inseguranças e seus amigos por trás de toda a trama, confira o anime curtinho e rápido de ver!!!! 

É uma baita reflexão de vida. Recomendo fortemente assistir para termos a noção de que não podemos nos prender ao passado, de nos auto perdoarmos e encarar o presente e o futuro como deve ser.  A questão do suicídio é um assunto seríssimo e quanto mais os amigos puderem abraçar, apoiar, mesmo que a pessoa mostre resistência, é essencial, poucos detalhes podem fazer mudanças significativas!!